05/09/2019 às 13h23min - Atualizada em 05/09/2019 às 13h23min

Presidente do SindServ pede comprometimento de servidores

Não tem como a diretoria se comprometer e a categoria não se engajar também”. Disse Herikson

- São Mateus
Câmara Municipal São Mateus
Divulgação
Falando aos vereadores e ao público na sessão desta terça-feira (03), o novo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Mateus - SINDSERV, Herikson Locatelli, pediu maior envolvimento do funcionalismo com as causas sindicais.

“Vamos lutar pelos nossos direitos de forma diplomática, com diálogo, mas queremos que os servidores se envolvam mais com o sindicato. Não tem como a diretoria se comprometer e a categoria não se engajar também”.

Herikson criticou o fim da contribuição sindical obrigatória, definido pela Lei 13.467, de julho de 2017 e confirmado pelo Supremo Tribunal Federal em 2018. No momento em que cada trabalhador pode escolher se colabora livremente com o sindicato de sua categoria profissional, as receitas despencaram, obrigando os sindicatos a se reinventarem para sobreviver.

“Nestes primeiros 30 dias da nossa gestão, decisões foram tomadas para cortar gastos. O fim da contribuição obrigatória fez os sindicatos perderem força. A grande preocupação nossa é que, quando a gente acordar, todos os nossos direitos serão tirados de nós”, disse o presidente do Sindserv.

TÍQUETE

Entre as reivindicações manifestadas por Locatelli, estão o pedido para rever legislação municipal para que o município estenda o tíquete alimentação a comissionados e temporários e sobre a vacância dos cargos quando se trata da aposentadoria.
O convite para uso da tribuna partiu do presidente da Câmara, vereador Jorge Recla.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »